03 de janeiro de 2022

Prédio do centro Histórico será reformado pela Alumar no programa “Adote um Casarão”

O prédio do antigo 1º Distrito Policial de São Luís, localizado na Rua da Palma, será reformado pelo Consórcio de Alumínio do Maranhão - Alumar, dentro do programa “Adote um Casarão”, uma iniciativa do Governo do Estado, por meio da Secretaria das Cidades e Desenvolvimento Urbano - SECID. O termo de adesão foi formalizado em dezembro, com as presenças de representantes do Consórcio e da administração estadual. 

“A Alumar está aqui há 40 anos, nossa história é de forte participação na economia do estado e no incentivo à cultura e desenvolvimento social. A presença da Alumar neste casarão significará o encontro da nossa história com a história do Maranhão. Reiterando, a gente sente muito orgulho em participar deste projeto de revitalização do Centro Histórico”, disse o diretor da empresa, Helder Teixeira. 

A gerente de Relações Institucionais e Security da Alumar, Dulcimar Soares, disse que, como maranhense, se sente orgulhosa de ver um projeto como este, que oportuniza a restauração do Centro Histórico de São Luís.  “É uma satisfação enorme como cidadã e maranhense dar continuidade à visão de desenvolvimento que leva em conta o papel da cultura, história e valoriza as empresas que investem no Maranhão. Precisamos da união de todos, iniciativa privada, órgãos públicos e sociedade para mantermos esse legado. É uma parceria muito importante”. 

Representando a Secretaria de Estado das Cidades e Desenvolvimento Urbano, o secretário adjunto Júlio Pinheiro ressaltou que a Alumar sempre foi uma parceira importante. “Quando estava na gestão de São Luís firmamos várias parcerias e agora, com o Governo também, neste projeto tão relevante para manutenção da nossa história”, destacou. 

Para o secretário adjunto de Ciência e Tecnologia, Pedro Igor Nascimento, ao se estabelecer no Centro Histórico de São Luís, a Alumar dá uma grande contribuição no esforço que o órgão tem feito para consolidar um parque tecnológico na região. “A Secti é muito focada no desenvolvimento do Centro Histórico, a partir desse prisma do empreendedorismo e da geração de trabalho e renda para as pessoas que moram aqui”, observou o gestor. 

A secretária adjunta da Secretaria de Cultura, Caroline Veloso, também celebrou a adesão do Consórcio Alumar ao programa. “A gente sabe que vai ser um grande ganho para o nosso estado, porque vai movimentar a economia local, impactando também a cultura e para o turismo”, afirmou a representante da pasta da Cultura Estadual. 

Segundo o presidente da Comissão do Programa, Daniel Sombra, já é a décima terceira entrega de casarões desde que o projeto foi implementado. “O ‘Adote um Casarão’ já abriga entidades culturais e sociais, escritórios de arquitetura e, agora, a Alumar, que vai compor o polo tecnológico da região. É um mix interessante para revitalizar o nosso Centro Histórico”, comemorou. 

 

O programa 

Lançado em 2019, o “Adote um Casarão” é uma iniciativa da Secid dentro do programa ‘Nosso Centro’, que integra uma série de ações para a revitalização da região central da capital maranhense. Seu objetivo é identificar pessoas físicas ou jurídicas de direito privado, com ou sem fins lucrativos, interessadas em recuperar os prédios e, assim, obter concessão de uso não remunerado de bens imóveis de propriedade do Governo do Estado. 

 

Sobre a Alumar 

O Consórcio de Alumínio do Maranhão - Alumar é um dos maiores complexos industriais de produção de alumina e alumínio do mundo. Inaugurado em julho de 1984, é formado pelas empresas Alcoa, Rio Tinto e South32 e desempenha um papel importante no Maranhão. Cerca de 90% de seus colaboradores são maranhenses, além de contar com centenas de fornecedores locais. 

O sistema de gestão da Alumar é integrado e engloba gestões de qualidade, saúde, segurança e meio ambiente estabelecido com base nas normas NBR ISO 9001, NBR ISO 14001 e NBR ISO 45001. Em 2019, obteve a certificação ASI, (Aluminium Stewardship Initiative), o mais importante Selo de Sustentabilidade na cadeia de valor do alumínio.  

FOTO ASSSINATURA
FOTO INAUGURAÇÃO