18 de setembro de 2020

Índice IDEB 2019 aponta avanços e desafios para a educação


Child-865116_640

Os números mais recentes do principal índice de avaliação educacional brasileiro foram divulgados nesta terça (15). O IDEB, sigla para Índice de Desenvolvimento da Educação Básica, é realizado a cada dois anos pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), do Ministério da Educação (MEC). Ele avalia a evolução da aprendizagem no país, com base no desempenho das alunas e alunos em Língua Portuguesa e Matemática, além da análise do fluxo escolar dos estudantes.  

Considerando o cenário nacional, nos anos iniciais do ensino fundamental a meta para 2019 foi alcançada, contudo, nos anos finais do ensino fundamental e no ensino médio, o resultado foi inferior à projeção (veja tabela abaixo).

Olhando para os municípios onde o Instituto Alcoa Atua atua, percebe-se que São Luís (MA) e Juruti (PA) apresentaram melhoras no resultado das redes municipais e públicas. Na capital do Maranhão, foram cinco pontos percentuais positivos na rede municipal e quatro na rede pública. Em Juruti, o resultado aponta crescimento de quatro pontos no recorte municipal e três entre as escolas públicas. Poços de Caldas, manteve sua média na qualidade do ensino em um patamar considerado alto, tanto na rede municipal quanto estadual (veja tabela abaixo). 

Planilha 1RedDados como esses, além de um constante diálogo com os gestores educacionais de cada município, orientam a atuação do Instituto Alcoa no campo da Educação. Sua estratégia busca balizar a ação pelo que existe de avaliações consolidadas no país, para evitar sobreposição de investimentos e foco nas demandas reais de cada localidade. Com base nesta premissa, o Programa Ecoa foi desmembrado em duas frentes a partir de 2020, o Ecoa Gestão e Ecoa Formação, com o objetivo de oferecer às Secretarias Municipais de Educação ferramentas e metodologias para aprimoramento dos processos de gestão e redução das desigualdades educacionais.

WhatsApp Image 2020-09-18 at 14.44.34

O Ideb tem a medição em uma escala de zero a 10 e, a cada dois anos, o MEC estabelece metas intermediárias. O medidor é formulado a partir de dois componentes: a taxa de rendimento escolar (aprovação) e as médias de desempenho nos exames aplicados pelo Inep. Os índices de aprovação são obtidos a partir do Censo Escolar, e o desempenho é medido por meio da Prova Brasil, do Sistema de Avaliação da Educação (Saeb). 

Planilha 1: imagem G1. 

Saiba mais em:

http://ideb.inep.gov.br/resultado/ e www.gov.br/mec/pt-br