25 de maio de 2020

Após Juruti, é a vez de Poços de Caldas e São Luís receberem ações de ajuda humanitária


WhatsApp Image 2020-05-20 at 09.21.07

Iniciativas integram estratégia de resposta do Instituto Alcoa aos desafios gerados pela pandemia do novo coronavírus nas comunidades em que atua.

Poços de Caldas (MG) e São Luís (MA) foram o segundo e o terceiro município a receber ações de ajuda humanitária do Instituto Alcoa (IA) em resposta à crise gerada pela pandemia da Covid-19.

A primeira iniciativa foi realizada em Juruti no final de abril.

Apoio aos profissionais da saúde

Em São Luís, o Hospital Universitário da Universidade Federal do Maranhão (HU-UFMA), por meio da Fundação Sousândrade de Apoio ao Desenvolvimento da Universidade Federal do Maranhão (FSDU), recebeu do Instituto Alcoa uma doação de R$ 200 mil em equipamentos de proteção individual (EPIs). Foram disponibilizados mais de 4.600 itens entre termômetros, máscaras, óculos e protetores faciais.

O diretor da Alumar, Helder Teixeira, ressaltou a importância da contribuição para os profissionais de saúde do Maranhão. “Diante de um cenário em que todos os segmentos no Brasil se unem na luta contra a pandemia, a Alumar, por meio do Instituto Alcoa, reforça essa posição com uma ajuda fundamental para os que estão na linha de frente do combate à Covid-19.”

Por sua vez, as Santas Casas de Poços de Caldas e de Andradas, ambas em Minas Gerais, receberam mais de 26.000 EPIs entre máscaras, protetores faciais, luvas, óculos de proteção e álcool em gel. A doação equivale a R$ 100 mil e será dividida igualmente entre as duas instituições.

Além do apoio de seu instituto, a Alcoa apoiou o município com materiais e equipamentos para a implantação de 40 leitos de isolamento, sendo 20 na Santa Casa e 20 no hospital de campanha.