11 de dezembro de 2019

Escolas do Programa ECOA desenvolvem projetos de intervenção nas comunidades


Mamud_ECOA2019

Em 2019, o Ciclo II do Programa ECOA – Educação Comunitária Ambiental entrou em seu terceiro ano de atividades com as 15 escolas participantes nos três municípios de atuação do Instituto Alcoa: Juruti (PA), Poços de Caldas (MG) e São Luís (MA).

Orientadas pelo método da Aprendizagem Baseada em Projetos, as escolas aprofundaram o conhecimento sobre seus territórios em diagnósticos socioambientais e, observando as demandas e potencialidades comunitárias, co-criaram e executaram projetos de intervenção locais.

Em setembro deste ano, as escolas do Programa inscreveram seus projetos no Edital ECOA e conquistaram uma verba de R$1.500,00. Para colocar todas as ações em prática, além do apoio financeiro do Instituto Alcoa, as instituições também fizeram parcerias em suas comunidades para aquisição de materiais, mão de obra, entre outras formas de apoio. No total, 15 projetos foram desenvolvidos.

Em Juruti, a Escola Nossa Senhora da Saúde realizou a Feira Natalina com as turmas do 1° ao 5° ano do Fundamental I; do 6º ao 9º ano do Fundamental II; e da 3ª e 4ª etapas da Educação de Jovens e Adultos (EJA). O projeto trabalhou a educação e preservação ambiental com foco na questão dos resíduos por meio da reciclagem e reutilização de materiais.

Em Poços de Caldas, a Escola Estadual José Mamud Assam implementou o projeto Mamud em ação: Vivenciando Valores com alunos do 1º ao 9º ano do Ensino Fundamental. Respeito, responsabilidade e justiça foram os temas trabalhados pela ação, orientada para construir na escola uma convivência ética entre todos, propiciando a prática de valores indispensáveis à formação humana e oportunizando o desenvolvimento da sociabilidade, autonomia, cooperação, respeito e solidariedade.

Voltado aos alunos do 1º ao 5º do Fundamental I, o projeto Escolas, Família e Comunidade: Parceria que dá certo explorando os encantos da escola, da Escola Ueb Antoninho Baldez, em São Luís, buscou sensibilizar para a importância da valorização escolar, mobilizando a comunidade para participação efetiva nas atividades com vistas à ampliação de matrículas e valorização dos trabalhos dos alunos.

Para Monica Espadaro, gerente de projetos do Instituto Alcoa, os projetos desenvolvidos pelas escolas em 2019 reforçaram a cultura de compartilhamento e de responsabilidade comum. “A metodologia da Aprendizagem Baseada em Projetos permite que o senso comum prevaleça e que todos que fazem parte da comunidade escolar possam contribuir para as melhorias idealizadas para as escolas. Dessa forma, o sonho, as conquistas e os aprendizados são compartilhados por todos, que se unem por um bem único.”