25 de junho de 2020

Programa Ecoa fortalece suas atividades para apoiar as Secretarias Municipais de Educação e as escolas


Nos próximos meses, estão previstas ações de devolutiva do diagnóstico, planejamento e formação a fim de contribuir com a garantia da aprendizagem e o combate à evasão escolar.

D5ab75d4-e51a-4c9c-af54-f25547e6e352

No início de 2020, o Programa Ecoa ganhou um novo formato, fruto da teoria de mudança desenvolvida pelo Instituto Alcoa no final de 2018. Além da ênfase nos anos iniciais e nas disciplinas Português e Matemática, o novo desenho prevê uma frente de trabalho em gestão com as secretarias dos três municípios e dez unidades escolares de cada território.

O primeiro eixo do programa, Ecoa Gestão, contemplou visitas técnicas da empresa Interação Urbana aos territórios para sensibilização, pactuação e planejamento estratégico com gestores municipais de educação a partir do diagnóstico e prognóstico para a educação nas três localidades. Seguindo as orientações de isolamento social, as atividades de acompanhamento e formação das equipes estão sendo realizadas em modo totalmente online.

Para julho, está previsto o início do eixo Ecoa Formação, que será conduzido em parceria com o Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária (Cenpec). As conversas com as equipes das secretarias municipais de educação para apresentar a iniciativa estão em andamento.

Tendo em vista o cenário de pandemia da Covid-19, a frente de formação do programa, que a princípio atuaria na capacitação dos educadores e gestores das escolas participantes da iniciativa, precisou ser repensada para oferecer às secretarias municipais o apoio necessário ao planejamento de ações para o retorno dos estudantes às aulas presenciais.

“Em razão do cenário de crise, as secretarias municipais e redes públicas de ensino estão tendo que se reinventar. Nesse sentido, entendemos que é nosso papel oferecer todo apoio necessário às equipes gestoras e aos educadores na tentativa de reduzir os impactos causados pelo afastamento dos alunos e garantir a qualidade da aprendizagem”, observa Monica Espadaro, gerente de projetos do Instituto Alcoa e coordenadora do Programa Ecoa.