Releases


04 de Novembro de 2013

Escola Carmélia de Castro inaugura a Panificadora Sustentável Saber & Sabor

 

Projeto implantado em parceria com o Instituto Alcoa garante recursos para a instituição e a promoção de cursos para os alunos e a comunidade

 

Poços de Caldas pode se orgulhar de possuir um projeto modelo em sustentabilidade: a Panificadora Sustentável Saber & Sabor da Escola Municipal Profa. Carmélia de Castro. Implantada por meio da parceria entre o Instituto Alcoa, que doou R$ 20 mil, a Prefeitura Municipal, a Emater MG (Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural de Minas Gerais) e a Unifal (Universidade Federal de Alfenas), a padaria adota todos os conceitos de produção sustentável.


A inauguração da panificadora foi realizada no dia 31 de outubro e teve a presença de alunos e diretoria da Escola, além de representantes dos parceiros do projeto, entre eles, Marcos Ramos, presidente do Grupo Global de Primários da Alcoa para a América Latina e Caribe; Og Bernardi, diretor da Unidade da Alcoa em Poços de Caldas de Caldas; Eloísio do Carmo Lourenço, prefeito Municipal; Nizar El-Khatib, vice-prefeito; Maria Cláudia Prézia Machado, secretária de Educação; Péricles Marques, da Emater MG, e Alexandre Silveira, da Unifal.


O evento foi aberto pela diretora da Escola, Rosane Costa, que falou sobre a importância da Panificadora Sustentável. “É um projeto muito complexo e completo, que trouxe inúmeros benefícios para a escola e a comunidade”, destacou a diretora. “Além de garantir renda para o caixa escolar, por meio da venda dos produtos, permitiu o desenvolvimento de cursos para alunos e seus familiares, e a disseminação de tecnologias sustentáveis na agricultura entre os agricultores da região, já que todo o processo de implantação dos sistemas de captação de água de chuva, da composteira e de energia solar foi realizado por eles”.


Marcos Ramos lembrou que a inauguração encerrava o Mês Mundial de Serviços Comunitários da Unidade da Alcoa em Poços de Caldas, evento que foi comemorado pelos mais de 60 mil funcionários da Companhia em todo o mundo, e falou da importância do projeto. “Estamos vivenciando um momento holístico e profundo. Neste projeto está sendo utilizado, de forma simples e acessível, tecnologias de ponta estudadas por cientistas de vários países. Ele não é  apenas um projeto de panificadora, mas a prática do conceito de sustentabilidade, englobando o trabalho com a comunidade, a geração de renda, a educação e o incentivo às práticas sustentáveis de agricultura. Estou muito orgulhoso, como representante de um dos parceiros do projeto e poços-caldense”. 


Ao encerrar o evento, o prefeito Eloísio do Carmo Lourenço agradeceu mais uma vez as parcerias da Emater MG, Unifal e da Alcoa. “A colaboração da iniciativa privada é sempre bem-vinda, porque o poder público não dá conta de resolver todas as demandas da cidade”. Para o prefeito, a Alcoa dá um bom exemplo ao cumprir seu papel social como empresa.

 

Sobre a Panificadora Sustentável


O projeto da Panificadora Sustentável incluiu a implantação de composteira, para produção do adubo orgânico, e de sistema de captação de água de chuva, para a horta de verduras, utilizadas na fabricação dos quitutes, e a instalação de sistema de energia solar, com garrafas PET, para aquecer a água das torneiras da panificadora. No local, além da produção e venda de pães, roscas, pães de queijo e biscoitos variados, são realizados cursos para os alunos e a comunidade. Atualmente, um grupo de 12 alunos do 8º e 9º anos do Ensino Fundamental estão participando do Curso de Panificação.

 

Sobre a Alcoa


A Alcoa Alumínio S.A. integra a Alcoa Inc., líder mundial na produção de alumínio primário, alumínio transformado, assim como a maior mineradora de bauxita e refinadora de alumina do mundo. Com atuação em 30 países, a Alcoa Inc. possui 61 mil funcionários e integra pela décima segunda vez consecutiva o Índice Dow Jones de Sustentabilidade. Presente na América Latina e Caribe, a Alcoa conta com cerca de sete mil funcionários na região e possui operações no Brasil, Jamaica e Suriname. Neste ano, a companhia completa 125 anos de atuação no mundo.


No Brasil a companhia atua em toda a cadeia produtiva do alumínio, desde a mineração da bauxita até a produção de transformados. A Alcoa possui seis unidades produtivas e três escritórios distribuídos no Maranhão, Minas Gerais, Pará, Pernambuco, Santa Catarina, São Paulo e Distrito Federal. A empresa possui ainda participação acionária em quatro usinas hidrelétricas: Machadinho e Barra Grande na divisa dos estados de Santa Catarina e Rio Grande do Sul; Serra do Facão em Goiás; e Estreito, entre o Maranhão e Tocantins. Em 2012, a empresa registrou faturamento de R$ 2.6 bilhões no Brasil. Em 2013 foi considerada a empresa mais sustentável no seu setor de atuação e na categoria Relação com os Fornecedores do Guia Exame de Sustentabilidade. No mesmo ano, foi reconhecida pela décima segunda vez como uma das Melhores Empresas para Trabalhar e pela segunda vez consecutiva como a Melhor Empresa para a Mulher Trabalhar no Brasil, pelo Great Place to Work Institute. Para mais informações, visite o www.alcoa.com.br e siga @Alcoa no Twitter em twitter.com/AlcoaBrasil e no Facebook em facebook.com/AlcoaBrasil.

 

Sobre o Instituto Alcoa

 

Criado em 1990, o Instituto Alcoa tem como missão gerar um legado de sustentabilidade nas comunidades onde a Alcoa atua, por meio de projetos estratégicos e articulados que valorizem e fortaleçam suas potencialidades. O Instituto atua em programas e ações de incentivo ao voluntariado corporativo, entre eles: ACTION, BRAVO!, Semanas Verdes e Mês Mundial de Serviços Comunitários; pelo Programa de Apoio a Projetos Locais e de seu signature program, o Programa ECOA - Educação Comunitária Ambiental, em parceria com o CIEDS. As áreas consideradas prioritárias para a realização de ações ou projetos comunitários são: educação, saúde, meio ambiente, segurança, governança, trabalho e renda. Desde 1995, o Instituto Alcoa juntamente com a Alcoa Foundation, investiu cerca de R$ 100 milhões em mais de 1900 projetos, beneficiando 39 cidades brasileiras e totalizando mais de 1,4 milhão de horas de trabalho voluntário.