Mensagem do Presidente


Mundialmente, 2012 será lembrado como o ano em que nos engajamos na discussão da economia verde, por ocasião da Rio+20. O setor de negócios ainda não havia protagonizado uma agenda de sustentabilidade como o fez nessa conferência da Organização das Nações Unidas (ONU). Na Alcoa, estamos alinhados com valores e princípios que buscam soluções efetivas para o desenvolvimento sustentável. Trilhamos nosso caminho com mais segurança, eficiência e otimização em nossos processos, desde a mineração de bauxita, com mecanismos inovadores de reabilitação de áreas mineradas, até a autogeração de energia, por meio da participação acionária em usinas hidrelétricas.

 

Temos participado ativamente das discussões com o poder público sobre o mercado de energia. A expectativa no Brasil, em 2012, era de uma evolução positiva em relação ao preço do insumo e aos objetivos da reestruturação do setor, um cenário que ainda não se concretizou. Além disso, em grande parte por causa da crise internacional, as empresas do setor de alumínio ainda enfrentam grandes desafios e estão obtendo parcos resultados financeiros.


Mesmo diante das dificuldades, apresentamos, em 2012, um resultado melhor que em 2011, reduzindo o prejuízo financeiro de R$ 125 milhões para R$ 52 milhões. Isso porque seguimos com o objetivo de aperfeiçoar cada vez mais nossas práticas de sustentabilidade, como forma de gerar benefícios em longo prazo a acionistas, funcionários, clientes, fornecedores e comunidades onde atuamos.


O cenário da indústria do alumínio continua desafiador. Em particular, no Brasil, há desafios adicionais, mas continuamos trilhando o caminho do crescimento sustentável. Em 2013, celebramos os 125 anos da Alcoa no mundo, fortalecendo ainda mais nossas relações e crescendo de forma sustentável. Seguimos avançando.

 

Boa leitura!


Franklin L. Feder
Presidente da Alcoa América Latina e Caribe


 

Carta do Presidente - versão completa