Gestão de Pessoas


A Alcoa estabeleceu a Proposta de Valor ao Funcionário com os objetivos de divulgar e orientar as pessoas sobre as iniciativas de gestão e valorização dos funcionários. O modelo inclui pilares que focam na atração, retenção e promoção da diversidade e no desenvolvimento das pessoas. A companhia mantém a Universidade Alcoa, um espaço virtual com programas e treinamentos para os funcionários. Em 2012, foram registrados 1.269 treinamentos, um total de 129.132,29 horas e a média de 20,54 horas por funcionário. Além disso, por meio do Programa Job Posting, assume uma estratégia de promoção, retenção e desenvolvimento de talentos, divulgando internamente vagas para a candidatura de qualquer funcionário.

 

Nível de engajamento 

Número de funcionários 

Semana do Desenvolvimento 

 

Saúde e Segurança

 

Desde 2012, a Alcoa acompanha a taxa de incidentes com afastamento ou restrição de trabalho (Dart), verificando um índice de 0,25 no ano. Além disso, teve a taxa de incidente registrável de 0,51 – melhor que a meta estabelecida para 2020. As taxas são calculadas pelo número de ocorrências a cada 200 mil horas de trabalho. A companhia incentiva todos os trabalhadores a notificar situações de perigo de qualquer natureza. Isso faz com que controles precoces sejam feitos, reduzindo o risco de incidentes. Em 2012, registrou mais de 22 mil situações de perigo. Destas, 44% foram imediatamente controladas, 32% exigiram manutenção em equipamentos ou locais de trabalho, 24% foram controladas a partir da combinação de mais de uma camada de proteção, e 2% envolviam riscos de fatalidade.


Programa de Desempenho Humano

 

A ciência baseada no comportamento orienta os funcionários a reconhecer situações de erro e erro provável, como forma de gerenciar e prevenir a ocorrência de incidentes, independentemente do nível de gravidade. Estabelece, também, o critério de parada – deflagrado por qualquer colaborador – como um sinal de alerta sobre possíveis situações de perigo, para que trabalhadores evitem danos relacionados à sua segurança.

 

 


 

Diversidade

 

A participação das mulheres em cargos da produção na América Latina subiu 5,6 pontos percentuais, entre 2005 e 2012, totalizando 26,7% no último ano, e passou de 9,2% para 22,6% em postos superiores, nesse mesmo período. Além disso, a meta estabelecida pela Lei de Cotas, no caso de pessoas com deficiência (PcD), é atingida, e não há restrições de acessibilidade desse público em nenhuma localidade.