Usina Hidrelétrica Machadinho


Meio Ambiente

 

Sempre preocupada em preservar o meio ambiente de sua área de atuação, a Usina Hidrelétrica Machadinho desenvolve projetos que garantem uma convivência harmônica com todo ecossistema da região.

Sua Licença de Operação, emitida pelo órgão ambiental, foi renovada em novembro de 2007, contendo 42 exigências, e retificada em abril de 2011, contemplando 23 exigências associadas às iniciativas de monitoramento.

 

Como destaque na área de sustentabilidade e meio ambiente, anualmente ocorre na região a Semana de Meio Ambiente e Sustentabilidade, onde o público da região pode participar de palestras, cursos, eventos culturais e capacitações na área de sustentabilidade.

 

Recuperação da Faixa Ciliar

 

O projeto de restauração ecológica da faixa ciliar teve início em 2010 e tem como meta o plantio 100 mil mudas.

 

O plantio de espécies nativas integra um programa específico, desenvolvido pelo Consórcio Machadinho em parceria com o Departamento de Ecologia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), com o objetivo de recuperar a vegetação de 6% da Área de Preservação Permanente (APP) que ainda se encontram sem cobertura vegetal.

 

Para que a restauração ocorra de forma natural, os pesquisadores da UFRGS optaram por plantar mudas de espécies com características diferentes, como tolerância à luz e período de floração e frutificação. Ao reintroduzir espécies que florescem e frutificam em épocas diferentes do ano, essa metodologia potencializa a disponibilidade de alimento para animais nativos, facilitando a restauração de processos ecológicos. A diversidade de espécies das mudas plantadas é outro objetivo do projeto: ao todo, são cerca de 80 espécies de árvores que estão sendo plantadas nas áreas da faixa ciliar.

 

Além do plantio no local, mudas também são doadas à comunidade do entorno da UHE Machadinho, a fim de promover a conservação ambiental.

 

Programa de Formação de Educadores Ambientais (PFEA)

 

Focado na formação de multiplicadores, o Programa de Formação de Educadores Ambientais (PFEA) foi estruturado para que os educadores ampliem seus conhecimentos na área ambiental, visando identificar e analisar práticas pedagógicas que contribuam para sua divulgação. Desenvolvido em parceria com o poder público e as comunidades do entorno à UHE Machadinho, o PFEA já capacitou 60 educadores da região, permitindo-os adaptar o conhecimento sobre Meio Ambiente à realidade local.

 

Soltura de peixes

 

O consórcio Machadinho, em parceria com o Laboratório de Biologia e Cultivo de Peixes de Água Doce da Universidade Federal de Santa Catarina (LAPAD-UFSC) realizou, em março de 2011, a soltura de 1.500 peixes de três espécies nativas da bacia do Rio Uruguai – mil piavas (Leporinus obtusidens), 200 dourados (Salminus brasiliensis) e 300 suruvis.

 

Diferente das outras duas solturas – 2004 e 2007 -, os peixes foram marcados com uma técnica especial, localizada no esqueleto, só possível de ser identificada por meio de análise de laboratório dos ossos da cabeça.

 

Essas solturas, realizadas desde 2004, ajudam a incrementar a população de peixes no lago da usina, contribuindo com a preservação das espécies.


Saiba mais 

 

Usina Hidrelétrica Machadinho 

Comunidade
Características Principais